FERMENTAÇÃO NATURAL: CONFIRA OS BENEFÍCIOS E A RECEITA DE UM PÃO TOTALMENTE ARTESANAL

  Postado em   Nenhum comentário

fermentacao-natural-e-seus-beneficios

Trigo, água, sal e micro-organismos selecionados – estes são os quatro ingredientesbásicos necessários para fazer um pão de fermentação natural. Com aspecto rústico, aroma inigualável e uma casca crocante, o pão artesanal hoje figura entre os preferidos dos consumidores. Além de saboroso, ele não contém aditivos químicos e não causa aquela sensação desagradável de estufamento.

A fermentação natural é um processo muito mais lento do que o fermento industrializado, podendo levar de 6 a 24 horas. A nutricionista Angela Novo explica que como a maior parte do gás carbônico é liberado durante este período, na hora da digestão, o pão artesanal é muito mais leve e não fermenta no organismo, evitando desconfortos abdominais e inchaço.

Mas os benefícios não param por aí: a fermentação natural também aumenta a absorção de nutrientes no organismo, ao auxiliar na proliferação de bactérias benéficas do nosso trato intestinal. “Algumas pesquisas apontam que esses pães contém baixo índice glicêmico, podendo também ser indicado para consumo de diabéticos“, explica. Ao adicionar ingredientes fontes de fibra em sua receita, você pode conseguir um pão ainda mais nutritivo.

O Chef Junior Ventura, proprietário da Portus Padaria Artesanal, em Blumenau (SC), sugere a seguir uma receita de pão alentejano, que rende 2 pães de 900g cada. A mesma massa também pode ser aproveitada para fatias douradas, por exemplo:

Ingredientes
1 kg de farinha de trigo;
300 g de fermento natural;
20 g de sal;
600 g de água.

Modo de preparo
1. 
Em uma bacia adicione a farinha e o sal e misture bem.
2. Em um vaso ou jarro misture metade da água com o fermento natural e mexa até dissolver por completo o fermento.
3. Após isso, coloque a mistura na farinha e amasse bem, juntando aos poucos o restante da água. Sove a massa até o ponto de véu (termo que se dá ao ponto de massa elástica, lisa, sem apresentar imperfeições) e deixe descansar por cinco horas.
4. Depois deste tempo, corte a massa com 600 ou 800g, enrole-as e deixe descansar por mais 30 minutos.
5. Estique as peças com cerca de 20 centímetros, deixando mais largo de um lado do que de outro, com a ondulação virada para cima.
6. Deixe descansar por mais 30 minutos e forme as cabeças do pão, puxando a parte mais estreita da peça sobre a mais larga.
7. Por fim, leve ao forno previamente aquecido a 250 ºC por aproximadamente 60 minutos.

Fonte da Informação: https://revistacasaejardim.globo.com

Categorias: Notícias

Autor: pre